Planejando sua Festa #2: Como não ser enganado - Lembranças e Brindes XD Personalizados - Sua loja de presentes diferenciados

Planejando sua Festa #2: Como não ser enganado

Planejando sua Festa #2: Como não ser enganado

Pois bem, você seguiu as dicas listadas no artigo anterior, planejou com atenção, pediu orçamentos à profissionais/empresas diferentes e tem dezenas de opções, e agora?

Como saber qual escolher para não ficar na mão?

O mercado de festas e eventos é enorme. Enquanto existir humanos, haverá eventos por qualquer motivo possível e imaginável. Mesmo durante a crise econômica, as pessoas continuam casando, fazendo aniversário, batizado, etc. E onde há demanda, há oferta. E decepção.

O brasileiro é um povo engraçado (boa parte dele, ao menos). Quando compra algo pela internet, por exemplo (numa situação normal, sem urgência): Duas opções de frete, uma rápida, que o frete sai R$35 e leva em média 4 dias uteis para entrega. Uma mais lenta, que custa R$26 e leva até 11 dias úteis (às vezes mais, pois o serviço dos Correios é pior para PAC). Adivinha qual ele escolhe?

Fato 1: Para uma economia mínima, o custo de um hambúrguer, ele se priva de usar o produto desejado com uma semana de antecedência.

Outra situação: 70% dos contatos de interessados no OLX e redes sociais começam com: “gostei, dá para reduzir o preço?” ou “aceita proposta?”. O brasileiro tem dificuldades em aceitar o valor (valor é diferente de preço) real de um produto/serviço.

Fato 2: Sempre, então, tenta pagar o mínimo possível (melhor ainda se fosse grátis) por um produto ou serviço.

Esses dois fatos ilustram o prelúdio de uma tragédia: quem oferecer mais barato, ganha. E como vimos no post anterior, se é barato, ou é feio ou vai demorar para sair… Ou pior, pode nem sair, pois é através da promessa do ‘baratinho’ que muita gente é passada para trás. Parece exagero? Que tal dar uma pesquisada nas notícias então?

Viu só? Se casas de festas, que exigem investimento alto e funcionam num local fixo, passam clientes para trás, imagina o que mais pode acontecer… Felizmente, existem alguns passos para te ajudar a escolher serviços com segurança:

  • Busque informações e referências
  • Pesquise preços e desconfie de valores discrepantes
  • Procure garantias para o pagamento

Antes de mergulhar de cabeça e se deixar levar por um preço barato ou conversa fiada, é fundamental alguma pesquisa! Lista de coisas à fazer:

1. Confira os dados e formas de contato. É empresa? Confira o CNPJ. É pessoa física? Solicite um contrato de serviço com os dados completos do prestador e procure saber se essa pessoa é idônea antes de efetuar qualquer pagamento. Com alguns dados do profissional/empresa, você pode saber quem é e onde está, usando redes sociais como o Facebook e com o Google Mapas.

Não pague nada sem saber a quem

2. O que os clientes anteriores falam da empresa/profissional? Possui boas avaliações? Em sites como Elo7 e Mercado Livre você pode ver a reputação de empresas e profissionais do ramo de festas. Também consulte sites como Reclame Aqui para ver do que já reclamaram deles.

Mas atenção: qualquer um pode reclamar de qualquer coisa, COM ou SEM razão.

O importante não é NÃO TER reclamações, e sim O CONTEÚDO do que foi reclamado, e como o profissional/empresa respondeu a elas. Ter reclamações não é motivo para excluir uma opção, pelo contrário, é uma moeda de troca (aprenda com os erros dos outros). Você pode contactar o profissional/empresa mencionando o fato e pedir uma justificativa. À partir do que for dito e como for dito você pode obter garantias e paz na consciência.

3. O preço está na faixa das outras empresas?

Vamos supor que você fez sua pesquisa de orçamentos e conseguiu uma lista de valores. Quase todas as canecas de porcelana personalizadas para seu casamento ficariam entre R$25 e R$35, mas um fornecedor oferece à R$15. Considerando que a caneca sem nada sai por R$10 (sem gasto de luz, tinta, impostos, salários), valeria a pena investir as lembranças do seu casamento nesse fornecedor? No fim das contas, pode ser um material inferior, um serviço inferior, ou ambos.

O barato (demais) sai caro

Mas atenção! Não se deixe iludir com preços altíssimos como se fosse garantia de qualidade. Valores muito acima do mercado não significam que o produto/serviço é maravilhoso, lindo, fantástico, pode ser simplesmente que a empresa seja gananciosa e queira levar um monte de dinheiro nas suas costas…

4. Procure garantias para o pagamento. Se uma pessoa chegasse do seu lado na rua e dissesse “- Me dá um dinheiro que daqui a 60 dias eu faço seu almoço de aniversário” você daria? Acho que não. E qual é a diferença dessa pessoa da rua para alguém que encontrou em um anúncio?

Pagamento em conta bancária? Nunca pague integralmente. Pague um sinal e o restante na retirada do produto ou no ato do serviço. E certifique-se que a conta é do próprio prestador do serviço. Cartão de crédito? Só pague se oferecer opções como PagSeguro ou MercadoPago, que garantem a devolução do seu dinheiro em caso de problemas.

Estas dicas são o mínimo, mas são um bom início para não ser enrolado na hora de planejar sua festa. Resumindo o que foi visto até agora:

  1. Planeje seu evento com antecedência
  2. Pesquise preços, opções e reputações antes de escolher

Compartilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *